12 março, 2018

amor, meu grande amor.

Vai ver o amor da minha vida era você, ou talvez ela ainda nem tenha nascido, ou até já possa ter morrido. Vai ver o amor da minha vida era aquela pessoa que eu via sonolenta toda manhã naquele mesmo ônibus. Vai ver o amor da minha vida era alguém que ignorei naquela balada, por estar alcoolizada demais. Vai ver o amor da minha vida nem exista; ou talvez seja aquela pessoa que entra e sai da minha vida constantemente (desculpa por isso). Vai ver o amor da minha vida seja aquela pessoa que me ignorou. Talvez o amor da minha vida esteja bêbada em um bar qualquer, pensando também sobre o amor da vida dela, que talvez seja eu. Talvez! Vai ver o amor da minha vida seja aquela amiga do amigo da amiga. Será se o amor da minha vida existe? Mas, e se eu não for o amor do amor da minha vida? Vai ver eu nem acredite mais nisso, e por não acreditar, o amor da minha vida realmente não exista mais.
-
samantha.

26 fevereiro, 2018

todo carnaval tem seu fim.

Você seria o meu alicerce mais seguro,
aquela luz no fim do túnel,
a paixão inesperada.
O começo, o durante e o final do meu turno.

Eu seria teu complemento,
tua ajuda,
teu ser,
e tua paz. 

Você seria minha segurança,
o porto seguro,
a bagunça. 
E a minha esperança.

Eu seria tua certeza, 
a organização, 
o teu descanso. 

Nós seriamos um só, 
dividindo a alma,
o existir
e o amor. 

Mas eu sou de passagem,
e você já se cansou de tantas viagens.

-
samantha.

15 janeiro, 2018

do quase amor.

Ainda lembro do azul cintilante do céu, dos passos apressados das pessoas, do passarinho acabando seu ninho e do meu coração acelerado. Ainda lembro do seu não torto, do meu choro manso e do teu abraço de despedida. Ainda lembro o banco frio da chuva da noite passada, das palavras que dilaceravam ambos sentimentos, e da esquina em que eu dobrei sem dizer tchau. Ainda lembro das mensagens cheias de amor, preocupação e distância. Você era boa nas palavras, mas não na presença. Ainda lembro do acaso nos fazendo esbarrar uma na outra, mas nunca acreditamos no acaso. Você foi o mais perto que eu encontrei do amor. Você foi o "eu te amo" mais perto da verdade. Mas o amor às vezes tem prazo de validade. Nossa verdade tinha prazo de validade, e quando começa a ser mentira o amor que acreditamos existir some. Ainda lembro das recaídas, as voltas insistentes, os encontros por acaso, os encontros marcados, o para sempre prometido, o tempo acabando e da separação definitiva. Ainda lembro de você com tanto amor, um amor diferente daquele, um amor maior, um amor de agradecimento por tudo aquilo que ainda lembro.
-
samantha.