06 dezembro, 2012

Nostalgiando

Uma nota rápida:

Eu vivo de amores antigos, de vidas inacabadas, de um amontoado de sentimentos que não deixo se dissolverem dentro do peito. Me alimento de passados mal passados, me faço rir e chorar com histórias antigas, revivo o que fez o coração se partir em migalhas.

Sonho sonhos repetidos. Te vejo em mim, todos os dias. E não te deixo morrer nunca. Me divirto com lembranças de outrora. Vivo revirando minha memória congestionada e meu coração lotado de romances mal acabados.


Vivo assim, (re)vivendo. 
E sofrendo.

10 comentários:

  1. E é hora de abrir novas oportunidades.
    E é hora de mudar...

    ResponderExcluir
  2. As vezes me sinto assim. Mas, o maravilhosos da vida é o novo, novos amores, novos sonhos, lugares, pessoas para nos arrancar um sorriso todos os dias.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda bem que existe o novo, né!? rs

      Beijos. ;*

      Excluir
  3. Já passei por isso Samantha, mas sabe? Isso passa, essa nostalgia doce um dia voa. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voa, como tudo que foi belo, mas partiu. rs
      Acho que a nostalgia também faz parte do ciclo, Camila.

      Beijos, e volte sempre. (:

      Excluir
  4. Me identifiquei muito... >.<

    help-adolecentro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A nostalgia contagia a todos, Suzana. rs

      Excluir
  5. Oi não consegui comentar na outra postagem então vou comentar aqui rs Adorei aquele texto "te espero na sexta", me identifiquei novamente, estou adorando seus textos rs >.<

    help-adolecentro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oshi, e pq não conseguiu?
      Aaah, obrigada Suzana, bom saber que outras pessoas se identificam assim com meus textos, rs. E espero que continue voltando e deixando suas palavras por aqui tbm.

      Grande beijo (:

      Excluir

'E que depois de me ler você consiga tudo aquilo que ainda sonho' Sam Sousa