23 agosto, 2015

Conotação VI

Olhar em teus olhos e fingir que nossos lábios nunca se tocaram faz meu coração disparar de tanta agonia. Dialogar com você e fingir que tuas lágrimas não caíram por mim é de partir esse coração que tanto dispara de agonia. Criei uma linha tênue em relação a nós duas, foi inevitável. Dei uma pausa de você, mas vez em quando relembro aquela noite. Dei uma pausa em nós duas. Tento não te idealizar em alucinações nocivas. Controlo meu tolo pensamento que insiste em pensar em você. Te vejo todo dia e meu coração dispara como aquela noite. Te vejo todo dia e controlo a minha vontade de te ter. O tempo que nos juntou vai ser o mesmo que fará a gente se unir novamente. Ou não. Talvez estamos só de passagem na vida uma da outra. Mas moça, te confesso que esse foi um dos meus mais belos passeios.


S.

Um comentário:

  1. Tão eu, tão o que vivo agora...Sou mar de sentimentos!
    Amei seu blog! <3

    ResponderExcluir

'E que depois de me ler você consiga tudo aquilo que ainda sonho' Sam Sousa