04 novembro, 2012

Um pedido de socorro.


'Não ando bem, as alucinações voltaram a me atormentar, ou eu que as encontrei vagando dentro da minha mente, te pedi socorro, te implorei na verdade, te chamei de todos os nomes que já te conheci. Na verdade talvez nem conheça mais. Ando me perdendo de você. Noite passada precisei tanto de ti, e de suas sábias palavras tentando adivinhar meu futuro; de tuas brigas desnecessárias... Voltei a fumar, a nossa última briga me deixou deprimida; tomei dois ou três goles daquela bebida forte que eu sempre renegava, e você sempre insistia, ela me fez lembrar da nossa amizade. 

[Silêncio]

Dizem que amigos são como anjos, anjos sem asas, coloridos e palpáveis. Ando com medo de perder essa visão de você. Você anda se perdendo de mim. Te peço socorro, sem você eu me afundo mais. Sem teu ombro eu desmorono. Me procura, me encontra. Refaz a nossa amizade, como se nunca tivéssemos nos perdidos. Me ensina a ver o mundo melhor, meus dois olhos não me bastam. Te preciso, amiga.'

4 comentários:

  1. me abraça me beija
    me aceita assim como eu sou
    me abraça e deixa ser o que sou....

    ResponderExcluir
  2. Esse texto foi.. tão eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As crises de amizades andam fortes ultimamente, seu moço, rs.

      Excluir

'E que depois de me ler você consiga tudo aquilo que ainda sonho' Sam Sousa